Garrafa tom Cintilante (Foto*) – Lúcia Cabral

 

Arte Sustentável

Material:

 

  • Uma garrafa de vidro
  • Primer da acrilex
  • Base para artesanato
  • Tinta acrílica cintilante da Daiara romã 132
  • Tinta acrílica Camurcil amarelo bebê
  • Esponja vegetal de banho
  • Pátina cera acrilex amarelo ouro
  • Tinta dimensional acrilex pérola
  • Massa para biscuit
  • Fita crepe
  • Papel filme pvc

Execução:

 

  1. Limpe a garrafa com um paninho embebido em álcool
  2. Passe duas demãos de primer, em seguida, duas demãos de base para artesanato.
  3. Isole uma área da garrafa com a fita crepe e trabalhe nela aplicando a tinta cintilante, duas ou três demãos. Espere secar bem e tire a fita crepe agora isolando essa área já pintada. Trabalhe o restante da outra área pintando com o amarelo bebê, duas à três demãos, espere secar.
  4. Umedeça a esponja vegetal na água e retire o excesso da água em papel absorvente. Carregue com a tinta cintilante e carimbe a área pintada com o amarelo bebê.
  5. Coloque um pouquinho de cera em um paninho e passe somente na parte em que foi pintada com a tinta cintilante
  6. Na divisão das duas áreas, faça pingos com a tinta dimensional.
  7. Envernize à gosto.

Para tampa:

  1. Corte um pedaço do filme pvc e coloque na boca da garrafa, afundando-o um pouco para dentro com o dedo.
  2. Com a massa para biscuit, faça uma bola beeem redonda. Coloque na boca da garrafa e achate com a palma da mão, ajeite. Deixe secar assim por uns dois dias. Depois de seca proceda a pintura normalmente: base para artesanato, tinta acrílica e verniz.

Obs:

O filme pvc colocado na boca da garrafa e para facilitar a retirada da tampa e também para que a massa de biscuit não grude no vidro

 

Bom trabalho!!

 

Lúcia Cabral

Anúncios

Flor de fita de cetim (Foto*) – Andréa Abrantes

Há um tempo atrás, uma de nossas queridas arteiras, Waldirene Rodrigues, freqüentadora aqui da nossa Butique, nos pediu para ensinar a fazer flores de tecido que pudessem ser colocadas em sandálias de borracha e em colares..

Pois bem, para aprender e postar aqui, fiz um a aula com a querida arteira Evelyn Elsner, artesã de mão cheia especializada em tricô, crochê, tear, tapeçaria, tecido…enfim, se vc der uma agulha e linha nas mãos dela, ela é capaz de remendar até coração partido.  rsrs

Vou tentar ser bem explicativa para que não fique dúvidas mas se ficar, vcs já sabem, é só gritar.

Como se trata de um trabalho de várias etapas eu vou começar ensinando, em primeiro lugar, as flores. Nas postagens seguintes eu explico como fazer o colar e a forrar as sandálias ok?

 

Material:

 

  • Fita de cetim nº12 ou 15
  • Isqueiro
  • Tesoura pequena
  • Pedacinho de EVA
  • Caneta ou lápis
  • Agulha de costura
  • Linha na cor da fita
  • Compasso

 

Passo a passo:

 

  1. Com o compasso faça um círculo no verso da fita, fazendo a volta toda (pegando as beiradinhas da fita).

 

 

  1. Recorte este círculo em cima de um pedacinho de EVA fazendo assim o molde.
  2. Com este molde faça treze círculos no verso da fita contornado-o com lápis ou caneta.
  3. Recorte agora os treze círculos  tomando o cuidado de recortar abaixo do risco de lápis/caneta para que ele não apareça.
  4. Com o isqueiro arremate os círculos passando levemente a chama em volta de cada um. Vc vai sentir que depois de queimar as bordinhas, além de não desfiar mais, a textura fica diferente.
  5. Agora vamos fazer o miolinho da flor. Pegue um círculo e dobre ao meio. Dobradinho assim enrole-o. Com a agulha e linha costure a parte de baixo do rolinho para que ele não se solte.  Separe-o.
  6. Pegue agora cinco cículos e sobreponha-os (só na beirada) alinhavando abaixo da metade do círculo.

 

 

  1. Agora puxe a linha, franzindo os círculos. Procure não puxar muito, deixando um franzido meio solto. Dê um arremate para prender o franzido.

 

 

 

  1. Faça a mesma coisa com os sete círculos restantes.
  2. Agora pegue o franzido de cinco círculos e envolva-o no miolinho tomando o cuidado de não deixá-lo subir. A fita de cetim é muito escorregadia.
  3. Costure passando a agulha no fundo e prendendo o miolo aos círculos. Arremate com mais ou menos cinco voltas de linha no fundo da flor, dando por fim um nó.
  4. Faça a mesma coisa com o franzido de sete círculos.
  5. Corte a parte de baixo da flor e queime para arrematar.
  6. Abra os círculos, que agora já viraram lindas pétalas, ajeitando do seu modo.
  7. Vc pode fazer esta mesma florzinha em tecido (com chita fica divino!) de diversos tipos..
  8. A diferença é que ao invés de arrematar os círculos com isqueiro vc vai passar Termolina Leitosa no tecido antes mesmo de cortá-lo.
  9. Este processo endurece um pouco o tecido, deixando-o até mais fácil de trabalhar, além de evitar que desfie.
  10. Use essas florzinhas tb para fazer broches,  enfeitar caixinhas,  embalagens de presente,  vestuário e tudo mais que sua linda cabecinha imaginar, além é claro, de sandálias e colares como já imaginou a nossa querida Wall.  

Bóra fazê frôzinha minha gente?!

 

Semana que vem tem mais.

 

Bjos

Andréa Abrantes

 

Latinha D’angola (Foto*) – Andréa Abrantes

 

Arte Sustentável

 

Estive na casa da minha cunhada.

Não sei se foi pelo almoço maravilhoso que a mãe dela preparou com toda carinho pra família ou se pela estante que ela tem na cozinha cheinha de galinhas, dos mais diversos tipos e tamanhos, que eu voltei de lá inspiradíssima!

Só sei que deu nisso ai ó.

Cunhada, mais uma galinha pra sua coleção. Será que cabe na estante?

 

Material:

 

  • Uma latinha de Pomarola
  • Um fio de sisal
  • Uma figura de galinha para decoupage
  • Dimensional vermelha
  • Tinta acrílica preta
  • Tinta acrílica branca
  • Tinta acrílica vermelha
  • Pinta bolinhas
  • Uma galinha D’angola pequenininha, em cerâmica
  • Musgo seco
  • Palha
  • Verniz acrílico brilhante
  • Cola cascorez
  • Pincel
  • Primer para metais
  • Álcool

Passo a Passo:

 

  1. Passe álcool em toda latinha
  2. Passe uma demão de primer e espere seis horas para secar
  3. Na base de duas demãos de tinta preta intercalando a secagem
  4. Na tampa de duas demãos de tinta vermelha
  5. Cole a figura da galinha com cascorez
  6. Faça bolinhas com a tinta branca usando o pinta bolinhas em toda base
  7. Em volta da figura faça pequenas bolinhas com a dimensional
  8. Envernize toda latinha
  9. Cole um punhadinho de musgo na tampa e por cima um punhadinho de palha
  10. Passe bastante cola em baixo da galinha e posicione-a apertando bem sobre a palha
  11. Espere secar e amarre o fio de sisal na borda da latinha

Como é bom passar o dia em família né?

 

Andréa Abrantes

Porta Leque (Foto*) – Andréa Abrantes

Arte Sustentável

 

Minha cunhada esteve em casa com meu querido irmão.

No dia seguinte eu liguei:

-Alê vc esqueceu seu leque aqui!

– Relaxa cunhada, nem esquenta! Ele está super velho. Pode jogar fora que seu irmão vai me dar outro.

Oi? Jogar fora? Será que entendi direito?

Artesã não pode ouvir esta palavra né? Minha cabeça já começou a pensar mil e umas e minhas mãos coçaram na hora.

Taí…deu nisso!

Devolvi o leque dela em forma de caixinha.

A Alê merece guardar os leques dela de forma bem linda e chique, assim como ela é.

 

Material:

 

  • 1 caixinha de tampa solta para lápis
  • Laca acrílica incolor
  • Tinta vermelha acrílica, dourada, branca e azul
  • Dimensional dourada
  • Lixa esponja
  • Uma figura de decoupagem japonesa
  • Dimensional nas cores da figura
  • Um leque velho
  • Termolina leitosa
  • Betume em cera
  • Pincel  macio
  • Cascorez ou cola gel

Passo a passo:

 

  1. Pinte toda cx com duas demãos de tinta vermelha lixando entre uma demão e outra.
  2. Faça a decoupagem com cascorez ou cola gel.
  3. Passe uma demão de laca acrílica em toda caixinha
  4. Aplique dimensional nas bordas da tampa e da base a seu gosto, com pequenas bolinhas.  Espere secar.
  5. Corte o leque ao meio e ajeite-o de forma que ele (aberto) caiba em cima da tampa.
  6. Passe duas demãos de termolina leitosa no tecido do leque para que ele endureça e passe cascorez na madeira, fixando as madeirinhas. Deixe secar.
  7. Passe o betume na madeira e retire com um paninho seco o excesso.
  8. Realce com as tintas branca, azul e dourada os desenhos do tecido e aplique dimensional dourada nas bordas.
  9. Cole com cascorez em cima da tampa.
  10. Finalize realçando a decoupagem com dimensional nas cores da figura escolhida.

Andréa Abrantes

Reciclagem – Bule Caipira Decorativo (Foto*) – Lúcia Cabral

Arte Sustentável

Olá pessoal!! Hoje estou postando um trabalho que fiz pra uma amiga. Um bule de café que ela não usava e estava encostado em um canto. Agora serve como peça decorativa.

Vamos lá?

 

Material:

  • Um bule para café de alumínio, ou outra peça qualquer. Pode ser um regador que fica muito bonito também.
  • Base para artesanato
  • Primer da acrilex
  • Tintas acrílicas ou pva
  • Papel para découpage com motivo de sua preferência
  • Pinta bolinhas
  • Escova de dente usada
  • Pincel chanfrado
  • Caneta permanente
  • Verniz
  • Fita xadrez

Execução:

  1. Limpe o alumínio com um paninho embebido em álcool.
  2. Passe duas demãos de primer aguardando a secagem entre uma demão e outra.
  3. Dê uma demão de base acrílica. Pinte com duas demãos ou mais de tinta acrílica na cor de sua preferência. Com a escova de dente faça a chuva americana com uma tonalidade de cor contrastante a que usou para pintar a peça.
  4. Pinte a alça, pico e tampa do bule coma mesma cor usada na chuva americana.
  5. Faça a découpage com o motivo escolhido.
  6. Com o pincel chanfrado sombreie algumas áreas do bule e faça as bolinhas na alça, bico e tampa. Com a caneta permanente faça pespontos onde foi feito o sombreado.
  7. Envernize e faça um lacinho com a fita xadrez.
  8. Espero que tenham gostado! Qualquer dúvida é só deixar um recadinho aqui.

Até a próxima!

 

Lúcia Cabral

Dicas da Butique Nº6 – Peça envernizada e grudenta?

O que fazer quando a peça já está finalizada, envernizada e grudenta?

 

Resp.: Pode-se passar um pouco de lustra móveis líquido com um pano macio, isso ajuda a retirar a sensação de mordência. Uma dica legal para envernizar, caso o verniz esteja um pouco grosso, é dilui-lo com solvente e passar na peça, depois guarde o restante diluído em outro recipiente de vidro para não disperdiçar. Isto ajuda a não ficar grudento!

 

Equipe Butique das Artes

Reciclagem com Garrafas (Foto*) – Lúcia Cabral

Arte Sustentável

Olá arteiros/as…todos bem?

A proposta de hoje é: Vamos reciclar?

Estou postando idéias pra reaproveitar aquelas garrafas de bebidas que temos em casa e que às vezes ficamos com dó de jogar fora ou porque imaginamos que poderemos usá-la para alguma coisa um dia, ou porque ela tem um formato bonito. Aproveitem também potes de vidro, pratos, copos, o que tiverem em casa.  A técnica para pintura em vidro e muito simples e também poder ser usada da mesma forma com metais, Aquelas latinhas de molho pronto, leite em pó, achocolatado etc…Usando a criatividade podemos fazer peças exclusivas e personalizadas. Com a proximidade do natal é uma boa idéia para presentear toda família e amigos.

Material:

  • Primer da acrilex ( a secagem dele é mais rápida e serve para metais, vidro, e pet)
  • Tintas acrílicas ou pva
  • Base para artesanato
  • Álcool
  • Verniz
  • Peça de vidro ou de metal

Execução:

  1. Lavar muito bem o vidro com água e sabão retirando totalmente o rótulo( Para facilitar a remoção costumo deixar imerso em água de um dia para o outro).
  2. Secar bem e passar um paninho com álcool para a remoção de qualquer resíduo de gordura.
  3. Com um pincel macio passar duas demãos de primer na peça. Aguardando a secagem entre as demãos. Eu costumo acelerar com o secador.
  4. Depois do primer já seco passar uma demão de base para artesanato.
  5. Bom…daqui por diante fica por conta da criatividade de vocês. Agora com a tinta acrílica ou a pva dê de duas a três demãos na peças para uma boa cobertura aí e só enfeitar com bolinhas, decoupage, texturas, bordes, craquelê ou o que vocês desejarem.

Espero que tenham gostado da sugestão. Lembrando que se houver alguma dúvida é só enviar um e-mail que responderei ,ok?

Bom trabalho!

Beijos.